(48)3622-4162 | (48)9 9672-4755 |
Dr Francisco e Dr Eduardo compram o primeiro aparelho de Laser para tratamento da Hiperplasia Benigna da Próstata de Santa Catarina
17 de janeiro de 2020
Dr Francisco Marconato e Dr Eduardo Miranda acompanham serviço de Endurologia do Hospital Italiano em Buenos Aires, Argentina.
17 de janeiro de 2020

Hiperplasia Benigna da Próstata (HPB)

O QUE É HPB?

A Hiperplasia Benigna da Próstata (HPB), é uma doenças mais comuns no homem idoso. Conhecida como HPB, não tem nada a ver com o câncer de próstata. Esse crescimento é tão comum, que aos 50 anos cerca de 50% dos homens já apresentam algum tipo de problema relacionado a essa patologia.

A causa exata para esse crescimento ainda não é conhecida, mas com certeza o próprio envelhecimento e a influência da Testosterona estão relacionados.

QUAIS SÃO OS SINTOMAS?

É importante salientar que em muitos casos esse aumento benigno da próstata não determina sintomas e, nesses casos, como veremos mais tarde, pode não ser necessário qualquer tratamento.

O fato é que próstata cresce e “aperta” a uretra, podemos determinar:

  • Jato fraco ou interrompido.
  • Gotejamento terminal.
  • Hesitação miccional – a micção demora mais para começar.
  • Urgência miccional – necessidade de urinar várias vezes que pode ser acompanhada de incontinência urinária.
  • Aumento do número de micções diárias e noturna, pois como a bexiga não esvazia, mais cedo ela começa a encher.

COMO É FEITO O DIAGNÓSTICO?

O diagnóstico inicia com a queixa dos sintomas acima relatados. O urologista deverá descartar outras doenças que podem cursar com sintomas semelhantes.

Desse modo, o toque retal é importante para o diagnóstico  diferencial do câncer de próstata.

Exames como PSA, Creatinina, Parcial de Urina e Ultrassom, normalmente são solicitados.

TRATAMENTO

Como dissemos no início, aqueles pacientes assintomáticos ou com sintomas muito leves podem ser somente acompanhados.

Quando há necessidade do uso de medicação, existem dois grupos que podem ser utilizados de forma isolada ou associada.

TRATAMENTO CIRÚRGICO

Para aqueles pacientes que não obtiveram melhora com o tratamento medicamentoso ou que desejam uma solução definitiva para o problema, ou ainda naqueles pacientes com complicações oriundas da HPB, como cálculos vesicais, alteração da função renal, resíduo elevado e infecção urinária, recomendamos o tratamento cirúrgico.

A RTUP (Ressecção Transuretral da Próstata) é a opção cirúrgica mais conhecida. Nesse caso, um aparelho (endoscópio) é introduzido pela uretra e o tecido prostático é raspado e posteriormente aspirado. Porém, esse método não está indicado para aquelas próstata muito grandes (mais de 80 gramas), ou em pacientes com distúrbios de coagulação.

Nas próstatas maiores a cirurgia aberta poderá ser realizada. Atualmente uma opção menos invasiva já está disponível para aqueles pacientes que não querem se submeter a uma cirurgia aberta tradicional ou com risco aumentado de sangramento.

Essa técnica é conhecida como Holep – Enucleação da Próstata a Laser.

Os Urologistas da Clínica Marconato adquiriram o primeiro aparelho de enucleação da Próstata a Laser de Santa Catarina.